Lucas 4.31-41

Tu és o Filho de Deus“, ainda que pensemos que Jesus é somente um homem, o reconhecimento de quem Jesus por parte das forças do mal, leva-nos a não tomar de ânimo leve Jesus. Jesus importa-se com a pessoa, importa-se comigo, por isso o Seu “toque” na vida de cada um é essencial e é traduzido numa mudança de mentalidade, “não vivo já mais eu, mas Cristo vive em mim“. Sou eternamente reconhecido a Jesus, sem a Sua revelação na minha vida continuaria ainda hoje a caminhar sem rumo, carregando o peso do meu pecado, mas o Seu cuidado por mim, o Seu amor por mim ainda que incompreensível na sua totalidade, mudou a minha vida, hoje a esperança é eterna, olho para o alvo e a cada dia apequeno o meu “eu” para que seja Jesus a ser engrandecido.

Lucas 4.14-30

Evangelizar, proclamar, restaurar e dar liberdade quatros dos aspectos que Jesus salienta como referência no Seu ministério. Pobres, cativos, cegos e oprimidos era pessoas onde Jesus coloca a Sua atenção, muitos deles marginalizados pela sociedade e pelos religiosos, somos relembrados hoje de tantos que têm sido colocados de “lado”, por mim e por ti, o foco da missão de Jesus eram estes, Jesus eleva o patamar ao afirmar que a Sua preocupação inclui também os gentios. Por isso, olha à tua volta e não só para o teu umbigo e vê aqueles que à tua volta caminham, são pessoas e são importantes para Jesus e por isso importantes para mim. Que na minha imperfeição possa partilhar o amor de Jesus com aqueles que vivem na minha cidade.

Citação de vida…

– Quatro acções essenciais para terminarmos bem –
Tempo diário de comunhão consagrada com Deus
Apropriação diária do Evangelho
Compromisso diário com Deus como um sacrifício vivo
Uma crença firme na soberania e no amor de Deus

Do livro “Firmes – Um chamado à perseverança dos santos” – John Pipper & Justin Taylor

Firmes

Lucas 4.1-13

Intimidade com Deus e com a Palavra é a chave para poder resistir à tentação, Jesus deixa-me o exemplo. Sou desafiado a retirar tempo de quietude para fortalecer a minha fé através da Palavra e da intimidade com Deus. O que não está de acordo com a Palavra não vem de Deus por isso saiba eu reconhecer a voz de Jesus no meio de todas as vozes que à minha volta se levantam. A adoração é somente a Deus, por isso tenha eu cuidado com as “coisas” que estou a colocar no Seu lugar. É a Palavra e uma caminhada de intimidade com Jesus que me garante a vitória em tempo de tentação.

Lucas 3.21-38

A identificação com Jesus pela imersão no baptismo é um testemunho de que Ele é o nosso Salvador e Senhor. Sendo essencial como etapa no nosso crescimento de fé. Creio assim, que é necessária uma identificação diária com Jesus, o processo de santificação é algo permanente na nossa vida. As minhas acções e pensamentos têm de ser produzidos por uma transformação de coração que é operada a cada instante pelo Espírito, a vida quotidiana é a oportunidade de revelar Jesus ao mundo, por isso é necessário que haja uma diferença visível entre o que caminha com Jesus e o que ainda não caminha.

Lucas 3.1-20

Um relacionamento com Jesus muda a vida, carácter e acção da pessoa “O povo perguntava a João Baptista: «Que devemos então fazer?» E ele respondia: «O que tem duas túnicas deve dar uma a quem não tem nenhuma, e o que tiver comida, reparta-a com os outros.» Também lá foram cobradores de impostos para serem baptizados e perguntaram a João: «Mestre, que devemos nós fazer?» Ele respondeu: «Não cobrem mais do que está determinado.» Houve também soldados que lhe perguntaram: «E nós, que devemos fazer?» «Não roubem a ninguém, usando a força ou fazendo falsas acusações, mas contentem-se com o que ganham», continuou a responder”, sou desafiado a cada dia a reconfigurar a minha vida e acções com o que Jesus pretende de mim, deixando que Ele trabalhe áreas difíceis mas que precisam de ser tocadas por Ele. O encontro com Jesus é inevitável, João Baptista, proclamava que Ele, “Jesus”, exerceria juízo e julgamento. Claro que falar de julgamento não é uma coisa boa, mas ele faz parte do Evangelho, o meu papel enquanto testemunha de Jesus, não é “dourar” o Evangelho, mas partilhar o amor de Deus e a Sua justiça.

Lucas 2.41-52

Jesus demonstra a importância do serviço cristão, o estar “na casa do Pai” ensina-me da importância de uma caminhada de intimidade com Deus. Muitas vezes sou “levado” a dar mais importância ao “fazer” e abro o flanco quando no meio dessas “tarefas” me esqueço do mais importante, Jesus. A oportunidade diária de aprender, de O escutar, de meditar na Palavra. Preciso de ser disciplinado no meu tempo diário com a Palavra, no meu tempo diário de meditação, no meu tempo diário de oração. Sou relembrado hoje que o crescimento deve ser integral, intelectualmente, socialmente e espiritualmente.

Lucas 2.21-40

Muitos vivem buscando algo que os preencha que os complete, Jesus é a resposta. Ainda hoje continua a inspirar homens e mulheres dando sentido à existência de cada ser humano, fomos criados para um relacionamento com o Pai através de Jesus. Quantos à minha volta caminham sem direcção, por isso o “agora vi a Tua salvação“, faz significado e impulsiona-me a partilhar este amor, não sou eu não é nada em mim ou que eu faça, mas “revelação” de Deus individual a cada um. A realidade é que a vinda de Jesus não é somente uma história de amor e doçura “eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição“, Jesus dividirá os homens entre os que o aceitam e os que o rejeitam, por isso a não ser que perca o orgulho na minha realização espiritual não terei esperança, neste aspecto não como há ficar neutro ao sermos confrontados com o sofrimento de Jesus na cruz teremos de escolher um dos lados.

Lucas 2.7-20

O nascimento de Jesus altera tudo, a história divide-se em dois, o antes e o depois. O reconhecimento de que Jesus é Filho de Deus e o Messias esperado, é reconhecido nas regiões celestiais pelos anjos e pelos homens, o desejo de conhecer Jesus é evidente “vamos a Belém para vermos o que o Senhor nos deu a conhecer“, hoje procuramos inspirar homens e mulheres com o mesmo sentimento de procurar Jesus. Quanto a mim caminharei a cada dia na Sua companhia, procurando desafiar outros a conhecerem Jesus.

Lucas 2.1-7

Deus controla a história, sou relembrado hoje de uma forma explícita de que nada acontece por acaso, quantas vezes centro o olhar em mim e nas minhas dúvidas, desilusões e dificuldades e esqueço que Deus continua no controle a cada dia e a cada instante. Continua a cuidar de mim mesmo quando o meu olhar está desviado d’Ele. Este é talvez a mais bela história, o nascimento de Jesus. Deus opera com o propósito de cuidar dos que são seus e assim, hoje, grato pelo imenso amor de Deus por mim e pelo Seu Filho Jesus que mudou a minha existência terrena e eterna.